De acordo com a E-bit, empresa especializada em informações do comércio eletrônico, o Dia das Mães deve movimentar R$ 1,9 bilhão para o setor em 2015. O valor representa um crescimento nominal de 18% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o e-commerce brasileiro faturou R$ 1,6 bilhão.

 

Segundo a E-bit, o aumento do tíquete médio é um dos fatores que impulsionarão o faturamento do setor, principalmente pelo comportamento do consumidor, que opta por produtos com valor mais alto, mesmo com o volume de pedidos estável. Ainda segundo o levantamento, categorias como Cosméticos e Perfumaria/Saúde; Moda e Acessórios; Eletrodomésticos; Telefonia e Celulares; Livros, Assinaturas e Revistas; e Casa e Decoração devem ser as mais buscadas no período.

 

“O Dia das Mães é uma das datas mais fortes do ano para o varejo, e no e-commerce não é diferente. O setor apresenta uma grande variedade de produtos pra este público e atrai também pela facilidade de compras, o que se comprova pela forte participação feminina no consumo, e este ano há um fator ainda mais importante a se considerar, que é o econômico, já que as lojas online costumam oferecer preços mais vantajosos”, lembra Pedro Guasti, diretor executivo da E-bit.

Os comentários estão encerrados.